Professores em greve velam perdas de direitos, enquanto Governo oferece apenas 2,8% de reajuste salarial

Após 18 dias de greve na rede municipal de ensino de Itabuna, finalmente, na manhã desta sexta, 21/09/18, a Secretária de Educação recebeu o Sindicato do Magistério – SIMPI para apresentar uma proposta às reivindicações da categoria de professores. Além da representação sindical e da própria Secretária Nilmecy Gonçalves, participaram...

Mesmo em greve, professores do campo discutem ordenamento da rede com a Secretaria de Educação

Os professores que atuam nas escolas do campo voltaram a discutir, na tarde desta segunda, 17/09/18, com a equipe da Secretaria de Educação o reordenamento da rede, justamente para tentar encontrar uma solução viável às problemáticas do segmento, cuja logística prejudicava muitos professores que tinham seus horários de almoço sacrificados...

Comando de Greve confirma que 98% das escolas de Itabuna continuam sem aula

O comando de greve dos professores visitou na manhã desta quinta-feira, 13/09/18 os bairros da Califórnia, Nova Califórnia e São Roque, para apresentar aos pais e mães dos alunos os 07 (sete) motivos que culminaram na greve da rede municipal de ensino de Itabuna. De acordo com os professores, 98%...

Após nova assembleia, professores decidem manter a greve em Itabuna

A categoria de professores da rede municipal de ensino de Itabuna se reuniu na tarde desta quarta, 12/09, na sede do Sindicato do Magistério – SIMPI, em uma nova assembleia e decidiu pela manutenção do movimento grevista, que entrou hoje em seu décimo dia. A classe reivindica o pagamento imediato...

O regime estatutário em Itabuna está por um triz para ser aprovado, mas sindicatos acreditam ser possível reverter esta aprovação

Após uma série de adiamentos, o Poder Legislativo se reuniu na tarde desta quarta, 05/09 e votou o Projeto de Lei nº 015/2018, de autoria do Prefeito Fernando Gomes e relatoria do Vereador Beto Dourado (PSDB), autorizando a alteração do regime jurídico de trabalho dos servidores púbicos municipais de celetista...

Professores em greve velam perdas de direitos, enquanto Governo oferece apenas 2,8% de reajuste salarial

Após 18 dias de greve na rede municipal de ensi...

Mesmo em greve, professores do campo discutem ordenamento da rede com a Secretaria de Educação

Os professores que atuam nas escolas do campo vo...

Comando de Greve confirma que 98% das escolas de Itabuna continuam sem aula

O comando de greve dos professores visitou na ma...

Após nova assembleia, professores decidem manter a greve em Itabuna

A categoria de professores da rede municipal de ...

O regime estatutário em Itabuna está por um triz para ser aprovado, mas sindicatos acreditam ser possível reverter esta aprovação

Após uma série de adiamentos, o Poder Legislat...

Aniversáriantes

Banner
Banner
Segunda, 29 Novembro 1999 21:00

Diretoria do SIMPI cobra pagamento de 13º salário dos Professores

Avalie este item
(0 votos)

O Sindicato do Magistério Municipal (SIMPI) enviou na manhã desta sexta, 22/12, um ofício cobrando do governo o pagamento imediato da segunda parcela décimo terceiro salário da categoria de professores municipais. O SIMPI informa que, caso o pagamento não seja efetuado, irá proceder a reclamações na Justiça e no Ministério Público do Trabalho, bem como promover, junto à categoria, ações de mobilização.

O décimo terceiro salário é um direito constitucional de todo trabalhador e a lei determina que a sua segunda parcela deva ser paga até o dia 20 de dezembro. O município de Itabuna descumpriu o prazo e, até o momento, efetuou o pagamento de alguns poucos professores. De acordo com o Secretário da Fazenda de Itabuna, Moacir Messias, havia em caixa, apenas, R$ 1.700.000,00, valor insuficiente para pagar todos os professores. “O que nos foi informado é que a Secretária da Educação autorizou o pagamento dos professores com menores salários, já que não haveria como pagar a todos de uma só vez”, relata Maria São Pedro, Dirigente Sindical que obteve informações do Secretário da Fazenda.

Na última rodada de negociação, o Governo havia sinalizado que possivelmente o pagamento aconteceria nesta sexta, 22, mas diante da inércia do município, o Sindicato enviou o ofício justamente para exigir que este prazo limite seja respeitado. “Estamos cobrando aquilo que é garantido na constituição e na CLT. O governo deveria ter se organizado para evitar situações como esta. Na próxima semana teremos assembleia e o não pagamento do décimo poderá gerar suspensão imediata das atividades docentes”, finaliza Carminha Oliveira, Presidente do SIMPI.

Fonte: Ascom SIMPI

 

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Visitantes Online

Nós temos 99 visitantes online

Contador de Visitas

3775146
TodasTodas3775146

Calendário