Aniversáriantes

Banner

SIMPI se reúne com professores das séries iniciais para discutir os rumos da educação infantil.

PDFImprimirE-mail

O Sindicato do Magistério – SIMPI, promoveu na tarde desta terça, 22/05 uma assembleia com os Professores que atuam na educação infantil (creches e pré-escola), bem como no ensino fundamental I (do 1º ao 3º ano), cujo objetivo foi discutir assuntos de interesse específico do segmento, como redução da jornada de trabalho, atividades de planejamento e as estruturas das unidades de ensino.

Para abrir o evento, a Diretoria Sindical convidou o Vice-Presidente do Conselho Municipal de Educação – CME, Dr. Edvaldo Alves, que se apresentou à categoria e reafirmou o compromisso do conselho com a educação pública municipal. De acordo com o representante do CME, os conselheiros estão à disposição da categoria, a fim de encontrar soluções viáveis e promover as denuncias necessárias. “O conselho é um órgão fiscalizador, mas dependemos da provocação dos interessados. Pedimos que vocês professores provoquem o conselho com as demandas para que possamos realizar as visitas técnicas nas escolas”, afirma Edvaldo Alves.

Em relação à jornada de trabalho destes professores, que não estão tendo o seu direito de redução da jornada de trabalho em um terço respeitado, a Diretoria do SIMPI afirmou que tentará mediar, ao longo da Campanha Salarial de 2018, um período para que os professores possam desenvolver seu planejamento. Todavia, alerta a Presidente do SIMPI, profa. Carminha Oliveira, que o Departamento Jurídico da entidade irá ingressar com uma ação coletiva para que o referido direito seja garantido judicialmente.

Vale mencionar que as negociações com o Governo estão previstas para começar na próxima segunda, 28 de maio, quando o SIMPI deverá pleitear os ajustes nos horários dos professores, bem como discutirá as cláusulas econômicas de reajuste salarial da categoria para o ano de 2018. “Iremos pleitear a linearidade de 6,81% para todos os níveis. Como nossa data base ocorre em abril, teremos direito à retroatividade”, finaliza Carminha Oliveira.

 

Visitantes Online

Nós temos 124 visitantes online

Contador de Visitas

3826257
TodasTodas3826257

Calendário